EU E O SABIÁ

Ahh, quem me dera sabiá 
Também ter asas pra voar
E ver do alto a natureza,  
Perceber toda beleza
A razão do teu cantar
Ahh, quem me dera sabiá,   
Ter o teu canto e arrancar
Essa tristeza do meu peito, 
De um amor que não tem jeito
Me dê asas pra voar!
Tão longe eu voaria   buscando um novo amor
Mais alto eu iria   pra esquecer a dor
Mais forte eu cantaria   essa canção de amor
Ao som da melodia,  que o sabiá cantou
 

Não se especifica qual é a espécie de sabiá, já que esse nome popular refere-se a diversas espécies da família Turdidae, todas muito admiradas pelo seu canto melodioso e flauteado.